TECNOPARQ OFERECE OPORTUNIDADE PARA O MERCADO BRASILEIRO SE CONECTAR COM AUTORIDADES E EMPRESAS INDIANAS

 

Ao longo dos próximos dias, o tecnoPARQ e o Supera Parque estarão desenvolvendo cinco startups indianas selecionadas pelo Programa de Incubação Cruzada Brasil – Índia. O programa ofereceu ao público brasileiro a possibilidade de se conectar com autoridades e empresas indianas através do webinar que aconteceu hoje (07/12), às 8 h.

O webinar foi a única oportunidade aberta ao público para se conectar com as autoridades brasileiras e indianas envolvidas no Programa de Incubação Cruzada Brasil – Índia. Na ocasião, os participantes conheceram as startups indianas selecionadas com interesse na pesquisa, no mercado e em tecnologias brasileiras!

O evento foi online, gratuito e fechado para os participantes da sala no Zoom. Dentre os presentes, estiveram:

  • André Aranha Corrêa do Lago, Embaixador do Brasil na Índia;
  • Suresh K. Reddy, Embaixador da Índia no Brasil;
  • Anita Gupta, Divisão de Inovação e Empreendedorismo (NEB), Departamento de Ciência e Tecnologia, Ministério da Ciência e Tecnologia, Governo da Índia;
  • Neeru Bhooshan, Incubadora Pusa Krishi;
  • Senhor Pedro Vaz, Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado de Minas Gerais (SEDE);
  • Rodrigo Mendes, Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Anprotec);
  • Rodrigo Vilela, Parque Tecnológico de Viçosa (tecnoPARQ);
  • Melina Florenzano, Supera Parque;
  • Representantes das startups indianas selecionadas para o programa: Aegipan Aninal Biocare, Natura Crop Care, Satyuk, Silage Agro e Zentron Labs.

 

Conheça as Sturtups selecionadas

 

Natura Crop Care

A empresa Natura Crop Care atua no segmento de controle biológico de pragas agrícolas, mais especificamente com controle da mosca das frutas. A fruticultura no Brasil conta com 30 polos de produção de frutas temperadas e tropicais, que correspondem a mais de 2,5 milhões de hectares em todas as regiões do país. O volume de produção chega a 44 milhões de toneladas, e o setor emprega 16% da mão de obra agropecuária (cerca de 5 milhões de pessoas empregadas). A fruticultura brasileira alcançou a marca de 16% de aumento em volume nas exportações de frutas, em 2019, foram exportados mais de 980

milhões de toneladas.

No Brasil, a presença da mosca das frutas é um fator limitante para a fruticultura, pois causa danos diretos à produção e indiretos ao país, por meio de restrições fitossanitárias impostas pelos países importadores de frutas. Por se tratar de uma praga polífaga, que ataca várias espécies de frutas, e com alta capacidade de adaptação, somente o uso integrado de práticas de controle permite respostas positivas e efetivas na redução populacional destes insetos. O controle biológico é fator de grande importância, reduzindo ainda a aplicação de defensivos químicos que além do prejuízo ambiental e humano também podem gerar restrição quanto aos padrões de exportação.

O controle biológico fornecido pela empresa é feito através do uso de um hormônio de atração da mosca, não sendo um feromônio sexual, sendo este um grande diferencial pois atrai tanto machos quanto fêmeas, permitindo assim um controle ainda mais completo e contribuindo para o potencial do produto para se tornar referência no controle desta praga.

 

Satyukt

A empresa Satyukt atua no setor de geoprocessamento, através do fornecimento de dados e mapas. As mudanças e direções da tecnologia do agronegócio inferem que grandes inovações irão mudar o panorama internacional e dentre as que serão mais importantes, se incluem o Sistema de Posicionamento Global (GPS), Sistema de Informações Geográficas e Informática Aliada a Internet. O grande desafio é conseguir lidar com o grande volume de dados disponíveis hoje e extrair informações úteis, e esta é a proposta da Saktyukt, que através da coleta de dados e imagens em alta resolução, aliados aos algoritmos desenvolvidos, promovem soluções para a agricultura.

Na agricultura, os mapas gerados podem ser utilizados para aprimorar a atuação em áreas como manejo da irrigação, por meio de dados de umidade do solo e evapotranspiração, além disto, é possível extrair também informações para proteção de cultivos pois os algoritmos preveem condições ambientais propícias a pragas e doenças dadas as condições climáticas. O diferencial desta empresa é trabalhar com imagens de alta resolução, suficiente para que se possa analisar uma área relativamente pequena como a de uma propriedade rural. O produto pode ainda prever inundações, permitindo assim que o produtor atue de forma antecipada, além de poder ser utilizado por instituições públicas para acompanhamento de áreas inundadas e planejamento das ações.

 

Silage

A empresa Silage trabalha formulando produtos para dieta de vacas leiteiras, mais especificamente com silagem. Os animais ruminantes precisam tanto da ração proteica quanto do alimento volumoso, que pode ser ofertado através de capim fresco ou armazenado (silagem), para manutenção da sua saúde.

O inverno é um período frio e seco, que diminui o crescimento das pastagens, e para resolução do problema da alimentação dos animais, é armazenado o alimento produzido no período de chuvas sob a forma de silagem. Contudo, para ter sucesso na produção de leite é preciso que a silagem seja de alta qualidade, e isto depende de alguns fatores, tais como, a colheita de plantas com maturidade adequada, velocidade de colheita, picagem, compactação, vedação do silo e manejo de retirada da silagem. Só é possível produzir silagens com alto valor nutritivo, livre de patógenos e toxinas e com boa estabilidade aeróbia se todos os pontos críticos supracitados forem executados com sucesso. Desta maneira, este é um alimento que para ser ofertado em qualidade, é exigido alto grau de complexidade nas operações.

A empresa atua fornecendo silagem de milho de alta qualidade, com adição de silagem de cana de açúcar e trigo, e o fazendeiro pode ter uma refeição pré embalada e pronta para o consumo, facilitando o processo de alimentação do animal e melhorando sua saúde, o que reflete diretamente na produção de leite. Hoje, o Brasil ocupa o quarto lugar como maior produtor leiteiro do mundo.

 

Zentron

A empresa Zentron trabalha com análise de imagem para avaliar a qualidade das frutas, como tamanho, cor, defeitos externos, entre outros. Demonstram interesse em trabalhar na cultura do citrus no Brasil, já que o país é um grande produtor e exportador do fruto.

A fruticultura no Brasil conta com 30 polos de produção de frutas temperadas e tropicais ativos, que correspondem a mais de 2,5 milhões de hectares em todas as regiões do país. Em 2019, foram exportados mais de 980 milhões de toneladas, e apesar dos desafios, o setor caminha com perspectivas de alcançar a meta de 1 bilhão de dólares em receitas com a exportação em 2020.

O mercado global de frutas é bastante atraente, em 2018, os países importadores compraram mais de 95 milhões de toneladas, movimentando cerca de US$ 135 bilhões. O Brasil tem grande interesse em participar de uma fatia significativa dessa demanda, contudo, para atender a esse mercado, é necessário a atuação das empresas certificadoras e adequação às normas de qualidade. Os principais compradores internacionais são extremamente exigentes em relação à qualidade dos frutos, e a inadequação dos mesmos aos padrões pode resultar em perda nas exportações ou em dificuldades para se conquistar novos mercados.

 

Aegipan

A empresa Aegipan trabalha com congelamento de sêmen e inseminação de cabras da raça Black Bengal, sendo esta reconhecida por uma carne de alta qualidade. A caprinocultura vem se mostrando cada vez mais expressiva no Brasil, no ano de 2018 alcançou 8,25 milhões de cabeças. Na região nordeste, os rebanhos de caprinos cresceram, entre os anos de 2006 e 2017, 18,38%, passando de cerca de 6,4 milhões de cabeças para 7,6 milhões. Nesta região, a caprinocultura exerce um importante papel social e econômico para a população de baixa renda do meio rural, onde o baixo consumo de proteína de origem animal representa um grave problema nutricional. Devido à capacidade de sobreviver às severas secas que periodicamente ocorrem na região, o caprino é assim tido como importante fonte de proteína.

Em relação a raça Black Bengal e sua criação na Índia, os machos vieram sendo castrados muito novos para manter a qualidade da carne devido à ausência de hormônios, assim, as fêmeas eram inseminadas poucas vezes (baixa produção) e com os mesmos machos, o que gerou prejuízo genético para a população destas cabras. A empresa visa retomar o estabelecimento saudável da população de cabras Black Bengal, utilizando material genético congelado, e possui um viés social grande pois muitos produtores rurais vivem da renda destas cabras.

 

O tecnoPARQ vai te conectar com as startups indianas!

Nós do tecnoPARQ vamos conectar você com a startup do seu interesse. Então se você se interessar por alguma dessas empresas indianas, entre em contato conosco através do e-mail tecnoparq@ufv.br e iremos fazer o match entre vocês.

Fique por dentro de tudo

Posts relacionados

Mentoria e Aconselhamento para Empreendedores: O Guia Completo

No mundo dinâmico e desafiador do empreendedorismo, ter uma boa ideia e recursos financeiros são apenas parte do quebra-cabeça. A experiência, os insights e a orientação podem ser fatores decisivos...
11 junho 2024

UFV É A MELHOR UNIVERSIDADE FEDERAL BRASILEIRA NA ÁREA DE AGRICULTURA E CIÊNCIAS FLORESTAIS SEGUNDO QS WORLD UNIVERSITY RANKINGS BY SUBJECT 2024

A Universidade Federal de Viçosa (UFV) destacou-se como a melhor universidade federal brasileira na área de Agriculture & Forestry – Agricultura e Ciências Florestais – conforme o QS World University...
10 junho 2024

Programa Avança Café: Sexta Edição é Lançada com Participação Destacada do tecnoPARQ

Na manhã de quarta-feira, dia 05 de junho, a Expocafé 2024, na cidade de Três Pontas (MG), foi palco para o lançamento da sexta edição do Avança Café, um programa...
7 junho 2024