VinaCoffee é a startup campeã do Avança Café 5.0!

O programa Avança Café chegou à sua quinta edição com um evento de apresentação e premiação das startups mais inovadoras do setor cafeeiro, no Demoday 2023,  que aconteceu no dia 15 de dezembro e marcou o encerramento desta edição.  O Avança Café é uma iniciativa da Embrapa Caféo tecnoPARQ da UFV e o LavrasTec da UFLA.

A grande campeã foi a VinaCoffee, que criou um co-produto a partir da água usada na fermentação úmida dos grãos de café e ganhou um prêmio bruto de R$ 20 mil.  Em segundo lugar ficou a Cordyall Coffe, que desenvolveu produtos biológicos para combater pragas como o bicho mineiro, e recebeu R$ 12 milA Cafi ficou em terceiro lugar, com uma tecnologia para tratar a água residual das plantações de café. A equipe levou para casa R$ 7.480,00. As premiações foram patrocinadas pela Organização das Cooperativas do Brasil (OCB).

O evento também reconheceu: a equipe “Queridinha” do Avança Café 5.0, escolhida pelo público; e o “Empreendedor Sangue nos Olhos”, escolhido pelos agentes de aceleração. A Cafi foi a Startup Queridinha, com 616 votos. Monique Eller, da VinaCoffee, foi a empreendedora “Sangue nos Olhos”, por sua dedicação durante as 12 semanas de aceleração e sua liderança na sua equipe.

Confira a gravação da live clicando na imagem abaixo:

Clique e assista à gravação da live

Além das campeãs, outras quatro startups se destacaram e chegaram à final do programa.

  • Blenda Café: essa startup criou um clube de assinaturas de cafés especiais, que oferece aos assinantes a possibilidade de receber em casa diferentes tipos de café, selecionados por especialistas e com informações sobre a origem, o processo e o perfil sensorial de cada um.
  • CO2 inc: essa startup tem como objetivo aumentar os estoques de carbono no solo dos cafezais, por meio de um projeto que envolve a aplicação de biochar (carvão vegetal) e a mensuração dos benefícios ambientais e econômicos dessa prática.
  • FertSoil: essa startup desenvolveu um substrato para plantas, feito a partir de resíduos orgânicos e minerais, que melhora a qualidade do solo, reduz o uso de fertilizantes químicos e aumenta a produtividade das culturas.
  • Horizonte Agrotechnologies: essa startup desenvolveu uma tecnologia de alta precisão e de baixo custo para controle de doenças e pragas na cafeicultura, por meio de sensores acoplados a drones, que captam imagens das plantas e geram diagnósticos em tempo real.

As startups finalistas passaram por um intenso processo de capacitação e mentoria durante o programa Avança Café, que abordou temas como metodologias ágeis, validação de mercado, modelo de negócio, pitch e propriedade intelectual. Os depoimentos dos participantes mostram como essa experiência foi enriquecedora e importante para o desenvolvimento dos projetos.

Pedro Oliveira, da Blenda Café, destacou a grande quantidade de conteúdo de qualidade passada para a equipe. “Já na primeira semana pudemos conhecer sobre metodologias ágeis, como preparar um bom pitch e sobre questões jurídicas e de propriedade intelectual, questões de muita importância para nossa empresa”. Keminy Ribett, da Cordyall Coffee, falou sobre a segunda semana do programa, quando foram abordados os temas ‘validação da dor do mercado’ e ‘perfil do cliente’. “Esses temas foram muito importantes para conseguirmos consolidar o problema que a nossa startup pretende resolver na cadeia produtiva do café”, afirmou.

Aymbiré Angeletti, da CO2 Inc, ressaltou o apoio recebido para estabelecer o modelo de negócio da startup. “Intensificamos o contato com nossos possíveis clientes para conseguirmos entender como eles enxergam os problemas que nós estamos buscando solucionar a partir da criação da nossa Startup e, para conseguirmos ser mais assertivos nesse contato, nós contamos com todo o suporte dos nossos agentes de aceleração e também de mentores, durante a participação do Avança Café”. 

Thais Lopes, sócia-diretora da Fertsoil, avaliou que cada semana no Avança Café foi muito enriquecedora.  “Participar do avança café tem sido muito interessante para a nossa Startup para poder aprimorar e evoluir na nossa jornada empreendedora”, disse. Wellington Zanelli, CEO da Horizonte_Agro, acredita que a participação no Avança Café ajudou as equipes a entenderem melhor os seus objetivos com os projetos apresentados. “O programa nos deu uma visão mais clara do que queremos alcançar com a nossa solução e de como podemos nos diferenciar no mercado”, afirmou.

O chefe-geral da Embrapa Café, Antonio Fernando Guerra, elogiou o trabalho das equipes e destacou o potencial dos projetos para contribuir com a cafeicultura nacional. “Tenho certeza de que houve muito aprendizado ao longo dessa jornada e que os projetos irão impactar positivamente a cafeicultura brasileira”, afirmou Guerra, que também convidou as startups para participarem da sexta edição do programa em 2022.

Lucas Silva, engenheiro de alimentos e diretor de projetos da Cafi, contou que o Avança Café foi uma oportunidade de acesso a conteúdos relevantes e mentoria especializada. “Foi muito importante e construtivo, por exemplo, conhecer a utilização do marketing como estratégia para vendas para a evolução do nosso negócio”.

Dalyse Castanheira, professora de cafeicultura e responsável pelo Avança Café na UFLA, falou da importância social e econômica da cafeicultura brasileira e os desafios que essa cadeia enfrenta, o que motiva esse tipo de programa. O professor Márcio Lara, pró-reitor de Inovação e Empreendedorismo da UFLA, falou que o Avança Café tem sido relevante não apenas por gerar conhecimento inovador, como também para cultivar mentalidade empreendedora dentro da Universidade. “O nome Avança Café destaca a importância de abraçar mudanças, investir em pesquisa e criar ambientes propícios para aprimorar as ideias. Com esta edição estamos chegando a 64 startups que passaram por essa imersão em empreendedorismo, impactando mais de 10 mil pessoas. Temos orgulho de participar de um programa que tem o diferencial de trazer tecnologia para uma área tão tradicional brasileira, como é a cafeicultura”, ressaltou.

 Francylara Castro, que coordena a incubadora de empresas de base tecnológica do TecnoPARQ, vinculada à Universidade Federal de Viçosa (UFV) e que lidera o Avança Café nessa instituição, ressaltou “Esse programa, que acompanhamos desde o início, é muito relevante para o TecnoPARQ e acreditamos que é essencial que os projetos que passam pelo Avança Café continuem sendo desenvolvidos em ambientes de inovação como o próprio TecnoPARQ, o Lavrastec ou outro mais próximo da startup.”

Se você tem interesse em participar do Avança Café 6.0, pode preencher o formulário. Quando a sexta edição do programa for lançada em 2024, você será contatado pela equipe organizadora para confirmar a inscrição.

 

Com informações retiradas do texto de Rose Lane Cesar (MTb 2978/DF) Embrapa Café,disponível em: https://www.embrapa.br/busca-de-noticias/-/noticia/85916809/vinacoffee-e-a-primeira-colocada-no-avanca-cafe-50

Fique por dentro de tudo

Posts relacionados

Inovação Aberta Sem Fronteiras: Como o tecnoPARQ tem ajudado Startups e Grandes Empresas a Revolucionarem o Mercado

No cenário dinâmico e competitivo de hoje, a inovação não pode mais ser vista como um esforço isolado. O conceito de Inovação Aberta surge como um poderoso paradigma, onde a...
20 junho 2024

Como Dominar a Gestão Financeira da Sua Startup: Dicas Práticas para Empreendedores

Introdução A gestão financeira é um dos pilares fundamentais para o sucesso de qualquer startup. Sem um controle rigoroso das finanças, mesmo as ideias mais brilhantes podem falhar. Neste artigo,...
18 junho 2024

tecnoPARQ promove treinamento sobre Gestão da Inovação para empresa associada

Na última terça-feira (11/06), o Parque Tecnológico de Viçosa promoveu um treinamento para a Tial, empresa associada do tecnoPARQ. O tema foi Gestão da Inovação, um assunto crucial para as...
14 junho 2024