tecnoPARQ promove painel sobre a Lei Municipal de Inovação de Viçosa

O evento permitiu a disscussão sobre os benefícios da lei e esclareceu os principais pontos de dúvidas da comunidade empresarial

Na sexta-feira (01), o tecnoPARQ com o apoio da Universidade Federal de Viçosa (UFV), da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (FAPEMIG) e da ViçosaTEC, promoveu a discussão sobre a Lei Municipal de Inovação de Viçosa e seus benefícios à comunidade empresarial.

O evento contou com a participação do Secretário de Fazenda do Município de Viçosa, Dionízio Márcio, da Secretária de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, Rita de Cássia Fialho Rodrigues, e da Dra. Sofia Cursio, advogada da ContaJá, empresa residente do tecnoPARQ, primeira empresa a usufruir dos benefícos dessa legislação, além da Diretora Executiva do tecnoPARQ, profa. Dra. Adriana Ferreira de Faria, e de vários atores da comunidade empresarial de viçosa.

A profa. Adriana  foi  quem abriu o evento apresentando o contexto da criação da LEI Nº 2204/2011 e todos os mecanismo necessários para que as empresas, de fato, pudessem usufruir dos benefícios previstos na lei. Adriana também destacou a importância do Conselho Municipal de Inovação e do empenho dos seus componentes, bem como das instituições que esses representam, para que, após 12 anos de sua criação, a primeira empresa tivesse seu pedido de diferemimento fiscal concedido.

Logo após, a Dra. Sofia, da empresa Contajá, apresentou a trajetória que a empresa ContaJá pecorreu para conseguir o deferimento e, por fim, o Secretário de Fazenda Municipal, Dionízio, apresentou os benefícios aplicaveis as empresas que tiverem o pedido deferido, o processo para a solicitação do diferemento, assim como os requisitos e obrigações que as empresas solicitantes precisam atender.

De acordo  Adriana Ferreira da Silva, o trabalho também envolveu os esforços de parceiros, o tecnoPARQ, a prefeitura e demais instituições se uniram para recompor o CMIT – Conselho Municipal de Inovação Tecnológica, e, a partir daí, trabalhamos para fazer com que os benefícios previstos na lei fossem concedidos”, sublinha a professora. Ainda segundo Adriana Ferreira, as startups da cidade têm excelente oportunidade para aderir ao benefício. “As empresas de Viçosa que se enquadram nos requisitos da Lei de Inovação podem e devem utilizar os diferimentos previstos para investir em inovação tecnológica e no crescimento do negócio, a fim de gerar mais emprego e renda para o município”, ressalta.

Sobre a Lei Municipal de inovação de Viçosa

A LEI Nº 2204/2011 dispõe sobre a criação do Programa Municipal de Apoio a Inovação Tecnológica, as medidas de incentivo a inovação tecnológica e a consolidação dos ambientes de apoio inovação tecnológica na cidade de Viçosa. Já a  Altera a Lei Nº 2254/2012, altera a Lei nº 2.204/2011, que cria o Programa Municipal de Apoio a Inovação Tecnológica, as medidas de incentivo a inovação tecnológica e a consolidação dos ambientes de apoio à inovação tecnológica no Município de Viçosa e dá outras providências.

O diferimento fiscal é um incentivo para as startups que enfrentam dificuldades financeiras, principalmente no estágio inicial do negócio. Por meio do benefício, a empresa pode utilizar seus recursos financeiros de forma mais assertiva, investindo em pesquisa e inovação.

Doze anos depois da assinatura da Lei Municipal de Inovação (2.204/2011), o Conselho Municipal de Inovação Tecnológica (CMIT) de Viçosa aprovou o primeiro pedido de diferimento fiscal para uma empresa de base tecnológica. A beneficiada é a ContaJá Contabilidade Online, startup de solução contábil que utiliza tecnologia e otimização de processos de forma acessível, ágil e de qualidade.  A medida foi concedida no início de março e tem como objetivo incentivar e fomentar o desenvolvimento de empresas de base tecnológica no município, por meio de facilidades tributárias, como isenção de taxas, redução de alíquotas e adiamento, por um período determinado, do pagamento do Imposto Sobre Serviços (ISS) e do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU).

As interessadas em participar do Programa Municipal de Apoio à Inovação Tecnológica (PMAIT) devem acessar o formulário digital no site, preencher as informações e encaminhar para o e-mail cmit.vicosamg@gmail.com, junto com a documentação exigida.

Sobre a ContaJá

A ContaJá, empresa residente no tecnoPARQ, é uma das maiores empresas de contabilidade on-line da América Latina e integra. Nos últimos anos, ampliou seus serviços e equipe, apresentando crescimento superior a 300% no número de clientes. “O incentivo nos ajudará a desenvolver e fornecer soluções para mais empreendedores. Com crescimento coletivo, inovação e trabalho qualificado, focado no cliente, queremos nos tornar a melhor empresa de tecnologia do mercado contábil”, ressalta a chefe do departamento jurídico da startup, Sophia Curcio.

 

Fique por dentro de tudo

Posts relacionados

Inovação Aberta Sem Fronteiras: Como o tecnoPARQ tem ajudado Startups e Grandes Empresas a Revolucionarem o Mercado

No cenário dinâmico e competitivo de hoje, a inovação não pode mais ser vista como um esforço isolado. O conceito de Inovação Aberta surge como um poderoso paradigma, onde a...
20 junho 2024

Como Dominar a Gestão Financeira da Sua Startup: Dicas Práticas para Empreendedores

Introdução A gestão financeira é um dos pilares fundamentais para o sucesso de qualquer startup. Sem um controle rigoroso das finanças, mesmo as ideias mais brilhantes podem falhar. Neste artigo,...
18 junho 2024

tecnoPARQ promove treinamento sobre Gestão da Inovação para empresa associada

Na última terça-feira (11/06), o Parque Tecnológico de Viçosa promoveu um treinamento para a Tial, empresa associada do tecnoPARQ. O tema foi Gestão da Inovação, um assunto crucial para as...
14 junho 2024